www.ccdapdl.pt

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte

Caminhada na Paisagem Protegida de Corno de Bico – Paredes de Coura

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Avaliação: / 2
FracoBom 

Hoje é dia 4/Dez/2010, são 8 horas da manhã e desta vez a camioneta chegou a horas. Será que a nossa Chefe Luísa puxou as orelhas à empresa de camionagem? Talvez. Partimos, a caminho de Paredes de Coura, mais concretamente PAISAGEM PROTEGIDA DE CORNO DE BICO, com sono mas com disposição para uma nova aventura.



Pelo caminho fomos presenteados com um “apito” e os “dez mandamentos” para os caminheiros (seriam mais e entretanto adormeci?)

Paredes de CouraComo de costume, antes de iniciarmos a caminhada, fomos tomar o nosso cafezinho. Entramos num “Mini Shopping” , na aldeia onde iniciamos a caminhada, aquilo era um cinco em um: café, mercearia, drogaria, “boutique” e tudo o mais que se possa imaginar -  uns tomaram o pequeno-almoço, outros um café, acompanhado de uns biscoitinhos que o Vitor comprou, e até compramos meias, camisolas e “ceroulas” (ainda aparecem à venda, sabiam?) porque a neve que vimos ao longe prometia um frio para o qual nem todos estavam preparados para o enfrentar.

Metemos pés a caminho para subir a encosta, “bordada de branco” e aquilo era neve, mais neve, gelo, neve e para não variar mais neve. As fotografias de certeza que vão fazer uns lindos postais de natal !!!

Com este “pano de fundo” estávamos muito preguiçosos e mais preocupados com as fotografias e em não cair do que em caminhar, pelo que lá fomos seguindo montanha acima “nas calmas” em amena cavaqueira.

Pela hora de almoço, e como estávamos muito atrasados, os nossos guias entenderam que não ia dar para se fazer a caminhada prevista, que era de cerca de 17 Km, porque entretanto podia escurecer e as condições atmosféricas piorarem e que o melhor seria procurar um caminho alternativo e regressar à aldeia.

Paredes de CouraAssim, depois de encontrarmos um lugar, sem neve e sem gelo, almoçamos mas quase enregelamos… porque parados o frio começou a fazer-se sentir em força. De seguida, fomos até ao miradouro desfrutar de uma vista fantástica com montanhas pintadas de branco, a fazer lembrar a montanha da Heidi, e lá procuramos um caminho para regressar à aldeia. E para além da neve, mais neve, neve e mais neve lá seguimos por um caminho enlameado e com alguma água, onde a nossa Esmeralda caiu e pôs a máquina fotográfica “de molho” (felizmente não se magoou, só nos pregou um susto).

Regressamos ao “Mini Shopping” para tomarmos uma bebida quentinha.

Segundo o GPS do Eduardo apenas fizemos 7,8 Km, como ainda era cedo, e para nos “castigarmos” por não ter caminhado o que devíamos, fizemos uma paragem em Ponte de Lima, onde fomos a uma Tasquinha comer uma sopinha e umas iscas de bacalhau, regadas por um tintol. Eram tão más que alguns decidiram reforçar a dose e levar algumas para casa.

Com este lanche os ânimos animaram e o regresso na camioneta foi muito mais animado.
Chegados a Leça ainda fomos presenteados com umas fatias de Bolo Rei, como despedida do ano velho e a promessa que para o ano há mais.

Manuela e Fernando Veludo


Comentários (0)
Comentar
Os seus detals:
Comentário:
 

Facebook Image

Jogo do Galo